publicidade

Bahia

Cachoeira recebe feira de artesanato da Bahia entre sábado (18) e domingo (19)

por Antonio Neto no dia 14 de setembro de 2021 às 12:10
Foto: Divulgação

Uma das cidades que mais preservou a sua identidade histórica, Cachoeira recebe a quinta edição da Feira Artesanato da Bahia neste sábado (18/09), das 10h às 18h, e domingo (19/09), das 10h às 16h, na Praça Ubaldino de Assis, no Jardim Grande. O evento vai reunir a produção artesanal da região, que inclui técnicas como o richelieu, a cerâmica figurativa e as esculturas entalhadas em madeira, além de uma diversidade de bordados, trançados de fibras naturais, artes em tecidos, crochês e pinturas em madeira.

A realização da Feira Artesanato da Bahia é uma iniciativa do Governo do Estado, por meio da Coordenação de Fomento ao Artesanato da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), em parceria com Associação Fábrica Cultural. O evento conta com apoio da Prefeitura Municipal de Cachoeira.

Na cidade, a feira vai contar com trabalhos de artesãos do Território do Recôncavo, que reúne os municípios de Cabaceiras do Paraguaçu, Castro Alves, Conceição do Almeida, Cruz das Almas, Dom Macedo Costa, Governador Mangabeira, Maragogipe, Muniz Ferreira, Muritiba, Nazaré, Salinas da Margarida, Santo Amaro, Santo Antônio de Jesus, São Felipe, São Félix, Sapeaçu, Saubara e Varzedo. Também estão sendo aguardadas artesãs dos territórios Metropolitano de Salvador e do Baixo Sul.

A herança cultural, como o barroco e a afrodescendência, e a natureza do Recôncavo influenciam os trabalhos dos produtores da região. Eles utilizam técnicas variadas que resultam em peças utilitárias e decorativas, como a cerâmica, objetos trançados em fibras naturais de bananeira, cipós e palmeiras, pintura e entalhes em madeira, renda de bilro, bordado em barafunda e richelieu, xilogravura e arte em tecido e retalhos.

O evento vem promovendo a exposição e a comercialização de produtos artesanais, aquecendo o turismo e valorizando a cultura de cada região, e já passou por cidades como Aratuípe, Lençóis, Jacobina e Vitória da Conquista. Depois de Cachoeira, a feira seguirá para Juazeiro (24 e 25/09) e Porto Seguro (02 e 03/10).

Cachoeira

A riqueza e a diversidade cultural de Cachoeira e do Recôncavo Baiano têm origem na forte presença de africanos e afrodescendentes em interação com os europeus durante o período escravista. Na região, é significativa a presença das religiões de matriz africana bem como do catolicismo. Na paisagem de Cachoeira, destaca-se o Rio Paraguaçu, que divide a cidade com São Félix. As atrações culturais, através dos museus, igrejas e casarios, e as manifestações populares, como a festa e a procissão da Irmandade da Boa Morte, são atrativos da cidade, que também é conhecida pela gastronomia, com destaque para a maniçoba e a carne de sol.

Localizada a 116 km de Salvador, Cachoeira é uma das principais cidades turísticas do Recôncavo Baiano. Considerada Monumento Nacional pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, a cidade é também a segunda capital do estado, de acordo como a Lei Estadual nº 10.695/07. Todos os anos, no dia 25 de junho, o governo estadual é transferido para o local, num reconhecimento histórico pelos feitos do município em prol do país. Em 2005, Cachoeira ganhou um campus com vários cursos da Universidade Federal do Recôncavo, um marco para o desenvolvimento da cidade.

 

LEIA TAMBÉM:

Vacina em spray nasal pode chegar ao Brasil até o fim de 2022

Notícias: Bahia

publicidade

publicidade

© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar