publicidade

Política

Justiça Federal arquiva investigação contra Lula por tráfico de influência para OAS

por Whaley Emmanoel no dia 13 de setembro de 2021 às 17:20
Foto: Reprodução

A Justiça Federal de São Paulo arquivou uma investigação contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre tráfico internacional de influência a favor da construtora OAS. A decisão foi da juíza Maria Carolina Akel Ayoub, da 9ª Vara de Justiaça Federal de São Paulo.

A investigação foi aberta com base na delação premiada do empresário Léo Pinheiro, no âmbito da Operação Lava Jato, que afirmou que Lula teria realizado tráfico de influência na Costa Rica para favorecer a OAS.

Na decisão, a magistrada diz que não há elementos para continuar investigação e que os crimes imputados a Lula já teriam prescrito em razão da idade dele.

“No tocante a todos os crimes imputados, em tese, ao investigado Luiz Inácio Lula da Silva verifica-se que já decorrido o prazo prescricional da pretensão punitiva estatal. Isto porque todos possuem prazo prescricional de doze anos, nos termos do artigo 109, inciso III, do Código Penal. E como é notório o fato do investigado Luiz Inácio Lula da Silva possuir mais de setenta anos, o prazo passa a ser de seis anos”, assinou a juíza.

Além de Lula, o ex-presidente da OAS Léo Pinheiro, o ex-executivo da OAS Augusto Uzeda, e o ex-presidente do Instituto Lula Paulo Okamoto também deixaram de ser investigados.

 

 

Notícias: Política

publicidade

publicidade

© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar