publicidade

Radar Cidadão

CADÊ O BUZU? Usuários ficam sem ônibus no Acesso Norte; Prefeitura e rodoviários desconversam

por Neison Cerqueira no dia 14 de julho de 2021 às 08:20
Foto: Reprodução via IBahia

Imagine sair do trabalho cansado, doido para chegar em casa e não encontrar ônibus para chegar ao seu destino? Pois é. É o que acontece no Terminal Acesso Norte, na Rótula do Abacaxi. Mesmo com o toque de recolher prorrogado até 0h por decreto do Governo da Bahia, algumas linhas dos ônibus do transporte público de Salvador não estão funcionando após as 22h30. O caso foi flagrado pelo repórter do site Radar da Bahia. Pelo segundo dia consecutivo, usuários de algumas linhas estão encontrando dificuldade para chegar em casa.

Na noite da última segunda-feira (12), alguns acessos aos pontos de ônibus estavam bloqueados com a fita de sinalização da própria estação. Na ocasião, o segurança da CCR Metrô afirmou, após consultar o preposto (o chamado despachante) da OT TRANS que estava no terminal, que naquele dia não teria mais ônibus. A linha específica era a 1155 - Acesso Norte / Pau Miúdo via Cidade Nova. Questionado sobre a falta de ônibus, apesar do horáro, o preposto da OT TRANS informou que apenas o Macaúbas sairia e sinalizou que "servia" para o destino. Ao menos oito pessoas aguardavam o ônibus para o Pau Miúdo via Cidade Nova. 

Ainda na segunda, em postagem no Twitter, a Secretaria de Mobilidade Urbana de Salvador (SEMOB), respondeu ao questionamento feito pelo repórter. "Nossa programação vai até 01h. Qual foi a linha? Vamos verificar essa situação", escreveu. "Nossa equipe já foi comunicada sobre o ocorrido e irá novamente orientar os prepostos do Terminal sobre os horários da operação", completou. Mas, ficou só na teoria.

Nesta terça (13), a situação se repetiu na mesma linha e em mais outras duas: a 1144 (São Joaquim) e na 0354 (Capelinha). Novamente procurado, o despachante informou que a determinação é da prefeitura e confirmou que alguns ônibus tem feito a última viagem no horário entre 22h30 e 22h35. "Não posso fazer nada. É com a prefeitura", disse o mesmo despachante. Novamente questionado sobre a linha 11h55, foi taxativo: "O último saiu 22h35. Não tem mais", reforçou. 

Pressionado sobre o decreto, o despachante informou que não sabe qual é o motivo, mas que essa é a orientação. Agora, resta saber quem vai assumir a culpa. Para tentar elucidar o "mistério", o site Radar da Bahia entrou em contato com a SEMOB e o Sindicado dos Rodoviários para obter um posicionamento do órgão e também da entidade, e aguarda retorno.

 

LEIA TAMBÉM:

Suspeito de agredir a esposa e filha de cinco meses é preso em flagrante no Calafate

  

Notícias: Radar Cidadão

publicidade

publicidade

© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar