publicidade

Economia

Guedes antecipa 13º de aposentados e anuncia volta do programa BEm

por Neison Cerqueira no dia 06 de de 2021 às 12:30
Foto: Alan Santos / Presidência da República

O ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciou na noite de ontem (5), após encontro com o deputado Daniel Freitas (PSL-SC), relator da PEC Emergencial na Câmara que, pelo segundo ano consecutivo, os aposentados e pensionistas do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) receberão o décimo terceiro salário de forma antecipada. A PEC Emergencial foi aprovada ontem (5) em segundo turno pelo Senado e logo depois o texto foi encaminhado para a Câmara, onde deve ser votado na próxima semana.

A medida, segundo o ministro, só vai ocorrer depois da aprovação do Orçamento Geral da União deste ano. “O abono salarial já foi antecipado. Agora, assim que aprovar o orçamento, vai ser antecipado o décimo terceiro justamente dos mais frágeis, dos mais idosos, como fizemos da outra vez”, disse o ministro. No ano passado, os beneficiários do INSS tiveram o décimo terceiro antecipado para abril como medida de ajuda à população mais afetada pela pandemia de covid-19.

O ministro também disse que vai reeditar o programa de suspensão de contratos e de redução de jornada (com redução proporcional de salários), o mesmo que vigorou ano passado. “O BEm, que é o programa de preservação de empregos, já estão sendo disparadas as novas bases. Então, tem mais coisa vindo por aí”, disse Guedes.

O Benefício Emergencial (BEm) é um programa prevê que o trabalhador com contrato suspenso ou jornada reduzida receba a parcela do seguro-desemprego a que teria direito se fosse demitido em troca do corte no salário. A empresa que aceitar o participar do programa não vai poder demitir o trabalhador após o fim da ajuda pelo tempo em que o trabalhador recebeu o BEm.

 

LEIA TAMBÉM :

Mega-Sena sorteia hoje (6) prêmio de R$ 22 milhões

Notícias: Economia

publicidade

publicidade

© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar