publicidade

Brasil

Diretor do Butantan pede que Bolsonaro tenha 'dignidade' para negociar com a China

por Whaley Emmanoel no dia 19 de janeiro de 2021 às 17:10
Foto: Reprodução

Em um evento em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, nesta terça-feira (20), o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, cobrou do presidente Jair Bolsonaro ‘dignidade para defender a vacina CoronaVac' e agilidade do Itamaraty para viabilizar a vinda de matéria-prima da China para dar continuidade à produção do imunizante contra a Covid-19.

"Se a vacina agora é do Brasil, o nosso presidente tenha a dignidade de defendê-la e de solicitar, inclusive, apoio, pro seu Ministério de Relações Exteriores na conversa com o governo da China. É o que nós esperamos”, disse Dimas.

O temor é que, sem o insumo, as doses da Coronavac acabem ainda neste mês. Secretários estaduais da Saúde disseram que há risco de o primeiro lote, em alguns estados, só durar uma semana.

 

 

LEIA TAMBÉM:

Covid-19: Salvador ultrapassa marca dos mil vacinados

Notícias: Brasil

publicidade

publicidade

© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar