publicidade

Política

Estados deverão receber vacinas até quatro dias após aval da Anvisa, diz Pazuello

por Whaley Emmanoel no dia 11 de janeiro de 2021 às 15:50
Foto: Reprodução

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello,  afirmou, nesta segunda-feira (11), que os estados receberão as vacinas contra a Covid-19 "três ou quatro dias" após autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

"Se a análise for concluída na Anvisa, eu começo a vacinar até o dia 20 de janeiro, e aí vão entrando as produções e todas as importações a caminho. Todos os estados receberão simultaneamente as vacinas, no mesmo dia. A vacina vai começar no dia D, na hora H, no Brasil. No primeiro dia que a autorização for feita, a partir do terceiro ou quarto dia (a vacina) já estará nos estados e municípios para iniciar a vacinação do Brasil", disse.

Segundo o ministro, a previsão é iniciar a campanha com 6 milhões de doses de vacinas do  Instituto Butantan, a Coronavac, e mais 2 milhões de doses da Fiocruz, que devem ser importadas da Índia.

O ministro também voltou a afirmar que a vacinação não será obrigatória, como defende o presidente Jair Bolsonaro.

"Eu falo em três períodos de vacinação: um curto, um médio e um mais dilatado. O curto é agora, até o dia 20 de janeiro. O médio, de 20 de janeiro a 10 de fevereiro. E o mais dilatado, de 10 de fevereiro ao começo de março", detalhou Pazuello.

 

 

LEIA TAMBÉM:

Mendonça deve abrir inquérito para investigar jornalistas Ruy Castro e Ricardo Noblat

Notícias: Política

publicidade

publicidade

© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar