publicidade

Esportes

Vitória tem mais de quatro parcelas atrasadas com Profut

por Whaley Emmanoel no dia 28 de October de 2020 às 16:50
Foto: Divulgação

O Vitória tem seis parcelas em atraso com o Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro (Profut). Os débitos, todos referentes ao CNPJ do Vitória S/A, colocam o clube como o nono na lista das agremiações com as maiores dívidas consolidadas: R$ 22.385.439,47. Por outro lado, é o décimo que mais saldou: R$ 3.350.562,85.

Segundo dados obtidos pelo Bahia Notícias via Lei de Acesso à Informação junto à Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN). São nove parcelas que não estão quitadas, mas três estão em aberto por conta do adiamento do pagamento autorizado pelo governo federal, em razão da crise gerada pela pandemia da Covid-19, e deve ser regularizado até o final do ano. A quitação das parcelas dos meses de maio, junho e julho foi transferida para agosto, outubro e dezembro, respectivamente. Por outro lado, 49 prestações das 240 programadas já foram pagas.

Das nove parcelas pendentes do clube, três delas podem ser por conta do mecanismo autorizado pelo governo. As outras seis, de acordo com o sistema da PGFN, vão de julho a dezembro de 2017 - a de julho, inclusive, consta como vencida. As outras cinco não tiveram boleto emitido no Sistema de Parcelamentos e outras Negociações (Sispar).

 

 

LEIA TAMBÉM:

Câmara dos Deputados decide mandar caso Flordelis para o Conselho de Ética

Notícias: Esportes

publicidade

publicidade

© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar