publicidade

Economia

Renda Cidadã não pode ser financiado com ‘puxadinho’, afirma Guedes

por Whaley Emmanoel no dia 30 de September de 2020 às 17:50
Foto: Reprodução

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta quarta-feira (30), que o programa social não pode ser financiado com um “puxadinho”. A declaração ocorre após o mercado financeiro reagir negativamente diante à proposta de adiar o pagamento de precatórios e recorrer a dinheiro do Fundeb para financiar o Renda Cidadã. 

"Nós temos que aterrissar esse auxílio emergencial em um programa social robusto, consistente e bem financiado. Não pode ser financiado com puxadinho, por um ajuste, não é assim que se financia o Renda Brasil. É com receitas permanentes", disse o ministro. Em suas falas, ele chama o programa de “Renda Brasil”, e não de “Renda Cidadã”, como os demais integrantes do governo Bolsonaro chamam.

Embora Guedes sinalize ser contra o uso de precatórios para financiar o Renda Cidadã, o ministro defendeu passar um pente-fino nessa despesa. Os precatórios são dívidas do poder público reconhecidas pela Justiça.

 

 

LEIA TAMBÉM:

Ex-advogado da família Bolsonaro, Wassef vira réu em ação ligada à Lava-Jato

Notícias: Economia

publicidade

publicidade

© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar