publicidade

Bahia

CGU e PF combatem desvios de recursos para reforma de escolas em Jequié (BA)

por Redação Radar da Bahia no dia 02 de July de 2020 às 12:40
Foto: Divulgação

A Controladoria-Geral da União (CGU) participa, nesta quinta-feira (2), da Operação Old School. O trabalho é realizado em parceria com a Polícia Federal (PF). O objetivo é desarticular um esquema criminoso responsável pela prática de fraudes em licitações e desvios de recursos destinados à área de educação em Jequié (BA).

Os trabalhos de investigação tiveram início com a denúncia apresentada por vereadores do Município que, ao verificar a execução de obras de reforma em algumas escolas, identificaram divergências entre os dados registrados nos boletins de medição e a realidade das unidades. O contrato para realização dessas obras foi firmado no valor de R$ 8.853.846,66.

Em seguida, a CGU e a PF promoveram inspeções em algumas das 82 escolas de Jequié (BA) que deveriam ter sido reformadas – sendo 39 na sede e 43 nos distritos. Os órgãos encontraram diversas irregularidades nas obras, sendo constatada a inexecução de parte dos serviços, além da baixa qualidade dos itens realizados.

A CGU apontou, ainda, que a empresa vencedora da licitação terceirizou a execução das obras sem a devida anuência do Município, tendo subcontratado a empresa de propriedade de uma funcionária comissionada da Prefeitura, com cadastro no Programa Bolsa Família. O contrato firmado entre as duas empresas foi de, aproximadamente, R$ 2,3 milhões.

Apesar de as obras não estarem compatíveis com os serviços detalhados nas medições apresentadas, os boletins de dezembro/2017 a abril/2018 foram atestados pelos agentes públicos municipais responsáveis pelo acompanhamento e fiscalização, resultando em um superfaturamento estimado de R$ 728.083,92.

 

LEIA TAMBÉM:

Mortes violentas recuam 13,4% na capital baiana em junho

Notícias: Bahia

publicidade

publicidade

© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar