publicidade

Esportes

Por conta de dívida de 2016, Cruzeiro vai iniciar Série B com seis pontos a menos

por Antonio Neto no dia 20 de May de 2020 às 11:40
Foto: Cruzeiro Esporte Clube

O Cruzeiro foi condenado pela FIFA por uma dívida com o clube dos Emirados Árabes, Al Wahda e vai começar a Série B de 2020, com seis pontos a menos.  A decisão foi publicada na noite da última terça (19).

Referente ao empréstimo do volante Denílson em 2016, a dívida que gira em torno de R$ 5 milhões deveria ter sido paga até a última segunda (18).  O Cruzeiro tentou negociar um parcelamento ou um adiamento com os árabes, mas não obtiveram sucesso.  A dívida segue de pé e o clube terá um novo prazo para pagar, sob risco de novas punições

“Vínhamos tentando um adiamento para o segundo semestre, mas os dirigentes do Al-Whada foram taxativos. Eles disseram que o processo corre há mais de quatro anos na Fifa e ninguém do Cruzeiro, nenhum dirigente neste período todo, procurou o Al-Whada para buscar um acordo. Eles disseram que se sentiram frustrados e descrentes, e que por isso não poderiam facilitar nada para o Cruzeiro neste momento” disse o CEO do Cruzeiro, Sandro González.

O Clube mineiro também possui uma outra dívida em aberto, com o Zorya da Ucrânia, antigo Metalist, referente a contratação do atacante Willian “Bigode” em 2013. O prazo se encerra no próximo dia 29 de maio, caso não pague, o clube pode levar uma nova punição.

 

LEIA TAMBÉM:

Contraprova de Mourão tem resultado negativo para Covid-19

Notícias: Esportes

publicidade

publicidade

© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar