publicidade

Saúde & Bem Estar

Hospital Roberto Santos precisa de doadores de sangue com urgência

por Redação Radar da Bahia no dia 15 de May de 2020 às 09:00
Foto: Reprodução

Maior hospital público do Norte-Nordeste, o Hospital Geral Roberto Santos precisa, com urgência, de doações de sangue. A instituição – que, durante a pandemia de Covid-19, abriu cem novos leitos de enfermaria para atender às demandas de alta complexidade de mais de dez especialidades – já suspendeu 16 cirurgias emergenciais, no último mês, por falta de hemoderivados. O número é ainda maior quando somados os pacientes que não chegaram a ser chamados para o centro cirúrgico.

“Houve um esforço enorme do Governo do Estado para readequarmos o Hospital Roberto Santos em tempo recorde e, assim, desafogarmos os hospitais que passaram a atender exclusivamente pacientes com Covid-19. Então, em meio à pandemia, seguimos realizando neurocirurgias, cirurgias oncológicas, vasculares, de clínica médica e de hemorragia digestiva, por exemplo. Mas houve uma queda muito grande no estoque de sangue e isso está fazendo com que a gente remarque várias vezes uma única cirurgia”, conta o diretor-geral do HGRS, José Admirço Lima Filho, que completa: “temos, hoje, muitos pacientes que já poderiam estar de alta hospitalar, mas que continuam internados, à espera de sangue. Infelizmente, sangue a gente não pode comprar na farmácia”.

Para se ter uma ideia, o Hospital Geral Roberto Santos, que tem 640 leitos de internação, conta, nesta quinta (14), com apenas duas bolsas de sangue tipo O+ e nenhuma do tipo O- (doador universal). Neste momento, há 13 solicitações deste tipo sanguíneo, sendo que, na maioria das vezes, uma solicitação requer mais de uma bolsa de sangue.

A instituição apela para que a população baiana doe sangue. Para isso, basta procurar a Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba), que se preparou para garantir que o processo seja o mais seguro possível, com hora marcada e atenta a todas as recomendações das autoridades de saúde. Lá, o doador – que deverá ir sozinho e usando máscara – irá encontrar álcool em gel, poltronas separadas, colaboradores protegidos e higienização reforçada no local.

“A gente sabe que o certo, agora, é ficar em casa e só sair para fazer coisas essenciais. Doar sangue é essencial. A gente nunca sabe quando seremos nós a precisar”, lembra o diretor José Admirço.  Os agendamentos para doação de sangue podem ser feitos pelo e-mail horamarcada@hemoba.ba.gov.br, pelo telefone (71) 3116-5643 ou pelo site www.hemoba.ba.gov.br. Se informe, ajude a salvar vidas!

 

LEIA TAMBÉM:

Bolsonaro pede que Brasil siga exemplo da Suécia; país escandinavo registra 3.329 óbitos

 

Notícias: Saúde & Bem Estar

publicidade

publicidade

© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar