publicidade

Esportes

Roger aprova atuação da equipe e avalia miolo de zaga: "Tem se comportado muito bem"

por Isabela Rocha no dia 20 de February de 2020 às 09:10
Foto: Ailton Cruz / Gazeta de Alagoas

O Bahia se manteve entre os primeiros colocados do Grupo A da Copa do Nordeste, após a vitória por 2 a 0 sobre o CSA, na noite desta quarta-feira (19), no Rei Pelé, em Alagoas. O resultado, segundo a avaliação do técnico da equipe, Roger Machado, foi importante para dar tranquilidade ao grupo antes de uma decisão pela Sul-Americana.

O teinador aprovou a atuação da equipe. Segundo ele, o trabalho que antecedeu a partida foi no sentido de alertar os atletas para não se iludir com a situação do CSA, que ainda não venceu na competição. "Acho que convenceu a todos. Embora a gente pudesse deixar se enganar pelo momento do adversário de instabilidade, o trabalho foi feito para que a gente não permitisse. Foi um triunfo importante que nos coloca hoje com oito pontos, mesma pontuação daqueles que estão na frente e nos dá uma tranquilidade para disputar a vaga na Sul-Americana fora de casa na semana que vem", disse.

Na coletiva ele também falou sobre os ajustes que tem feito na equipe com o novo esquema, adotado após a derrota no clássico para o Vitória, com quatro atacantes e Élber atuando mais por dentro. "Continuar ajustando esse novo modelo de jogo. Com Élber em uma posição diferente, flutuando. Do jogo passado para esse, ajustou algumas questões defensivas que funcionaram bem hoje. Rever o jogo, rever a atuação, planejar para o próximo confronto", declarou o treinador.

E complementou: "Por vezes eu entendo o questionamento do torcedor. Havíamos treinado na pré-temporada esse modelo. O mês de fevereiro é muito decisivo. Alterar significativamente uma forma de jogar, corre o risco de desestabilizar um sistema tático que vinha muito bem. Por isso a cautela", pediu. 

Questionado sobre Rodriguinho, o novo camisa 10 tricolor, que foi apresentado na última segunda-feira, Roger disse que aguarda o departamento físico entrar o atleta à comissão técnica. "Rodriguinho não é meia de articulação e nunca foi. É um meia atacante que joga perto da área. É um meio que o futebol moderno necessita. No campo, muitos articulam. Quando não estiver articulando tem que estar perto da área. Como tem feito o Élber. No lance que o Clayson virou articulador, ele estava perto da área quase como centroavante. Gilberto tem tido mais parceria. Isso tem acontecido nesses jogos. A gente tem que equilibrar sempre a questão defensiva. Jogos não têm saído do zero. Foi importante em função dessa consistência defensiva", afirmou.

O treinador também falou da defesa do Bahia, questionada em algumas partidas da temporada. "Não tem o que me queixar do miolo de zaga. Não vejo motivo para a reclamação. E sinceramente não ouvi. Para mim o miolo de zaga tem se comportado muito bem", analisou.

Na próxima quarta-feira (26), o Bahia vai até o Paraguai enfrentar o Nacional, epla Copa Sul-Americada. A partida de volta está marcada para às 19h30. No jogo de ida, na Fonte Nova, o Tricolor venceu por 3 a 0 e leva boa vantagem para garantir a classificação. Pelo Nordestão, a equipe principal só volta a campo no dia 7 de março, contra o Confiança, na Fonte Nova, às 16h. 

 

LEIA TAMBÉM:

Ninguém acerta as seis dezenas e Mega-Sena acumula em R$ 190 milhões

Notícias: Esportes

publicidade

publicidade

© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar