publicidade

Brasil

Associação vai recorrer de liminar que suspendeu censura ao Porta dos Fundos

por Daniel Serrano no dia 11 de January de 2020 às 18:50
Foto: Reprodução / Netiflix

A Associação Centro Dom Bosco de Fé e Cultura, grupo que retirou do ar o especial de Natal do Porta dos Fundos na Netflix, disse que irá recorrer da decisão do ministro Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), que suspendeu a censura.

Na última quarta-feira (8), o desembargador Benedicto Abicair, da 6ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio, censurou o especial de Natal do Porta dos Fundos, que retrata Jesus como homossexual.

Além do pedido de retirada o vídeo do ar, o grupo também solicita o pagamento de indenização financeira por dano moral coletivo.

Na última quinta-feira (9), o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, concedeu liminar autorizando a Netflix a exibir o “Especial de Natal Porta dos Fundos: A Primeira Tentação de Cristo”.

 

LEIA TAMBÉM: Governo australiano ordena que 240 mil pessoas saiam do estado de Victória

 

 

Notícias: Brasil

publicidade

publicidade

© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar