publicidade

Brasil

MEC pretende descartar 2,9 milhões de livros didático nunca usados

por Daniel Serrano no dia 11 de January de 2020 às 17:30
Foto: Reprodução / G1

O Fundo Nacional do Desenvolvimento (FNDE), vinculado ao Ministério da Educação (MEC), deseja descartar aproximadamente 2,9 milhões livros didáticos considerados sem utilidade, que nunca foram entregues a alunas nas escolas públicas do país. Os exemplares foram  adquiridos em gestões anteriores.

O processo para "desfazimento dos livros inservíveis" começou no fim de 2019, quando a área de logística e distribuição do FNDE alertou sobre a necessidade de diminuir o estoque armazenado em um depósito alugado dos Correios, em Cajamar, na Grande São Paulo. 

De acordo com o jornal Esta de São Paulo, um documento divulgado pelo FNDE diz que o total de exemplares no local não é nem mesmo de conhecimento do órgão. Por isso recomenda a necessidade de se montar uma comissão para ver o número de livros e a validade do material.

Um levantamento preliminar do estoque aponta que a reserva técnica tinha 4,2 milhões de livros didáticos. Desses, 2,9 milhões "venceram" entre 2005 e 2019. Os livros são de todas as séries e disciplinas, e ainda estão embalados.Ainda existe uma quantidade desconhecida de exemplares que chegaram a ser entregues nas escolas e depois levados ao local.

 

LEIA TAMBÉM: NÃO PERCA! Arena Fonte Nova anuncia as primeiras atrações do Carnavalito 2020

Notícias: Brasil

publicidade

publicidade

© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar