publicidade

Bahia

STJ vai avaliar pedido de soltura de ex-presidente do TJ-BA

por Daniel Serrano no dia 13 de December de 2019 às 17:30
Foto: Divulgação/Ascom/TJ-BA

A desembargadora e ex-presidente do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), Maria do Socorro Barreto Santiago terá seu pedido de soltura analisado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) nos próximos dias. 

Além dela, os desembargadores José Olegário Monção Caldas, Maria da Graça Osório Pimentel e Gesilvaldo Nascimento Britto (atual presidente do TJ-BA), três juízes e mais oito pessoas também foram denunciados pela Procuradoria Geral da República (PGR) por suspeita de participarem em um suposto esquema que vendia decisões judiciais para reconhece posse de terras obtidas por grileiros na Bahia. Todos foram afastados das funções.

Maria do Socorro foi presa no final de novembro suspeita de participar de uma organização criminosa e lavagem de dinheiro. A ordem foi do ministro do STJ, Og Fernandes. Para que ele fosse convencido, o Ministério Público Federal (MPF) alegou que a desembargadora descumpriu determinação judicial para que não mantivesse contato com seu gabinete no TJ.

 

LEIA TAMBÉM: Ferry registra espera de até 2h30 para embarque de veículos

Notícias: Bahia

publicidade

publicidade

© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar