publicidade

Política

Bolsonaristas acusam Bivar de envolvimento em assassinato nos anos 1980

por Whaley Emmanoel no dia 08 de November de 2019 às 14:00
Foto: Divulgação

De acordo com a Revista Veja, aliados do presidente, Jair Bolsonaro, acusam o presidente do PSL, Luciano Bivar, de envolvimento na morte de uma mulher nos anos 1980. 

Grávida de oito meses, Claudete Maria da Silva teve o corpo encontrado Rio Capibaribe, no Recife, depois de dizer que encontraria o pai do bebê que esperava. 

Uma perícia constatou que ela tinha hematomas e sofreu agressões antes de cair ou ser atirada no rio.  Trinta e sete anos depois, o mistério sobre a morte da mulher virou uma estratégia em Brasília. A morte de Claudete ressurgiou em meio à disputa pelo controle do PSL entre Bivar e Jair Bolsonaro. Os aliados do presidente da República estão empenhados em colher documentos e testemunhos, mesmo que o crime esteja prescrito. 

Bivar chegou a ser apontado pela polícia como o principal suspeito do crime, no entanto, o inquérito instaurado para apurar o caso não chegou a nenhuma conclusão definitiva sobre a autoria.

Presidente da Embratur, o empresário Gilson Machado foi o primeiro a levar a Bolsonaro a informação de que Luciano Bivar teria envolvimento com o assassinato da massagista. “Todo mundo com idade sabe que as suspeitas recaíam sobre o Bivar”, disse ele à revista. 

Procurado pela Veja, Luciano Bivar não quis comentar o caso.

 

 

LEIA TAMBÉM:

Ao menos 269 morreram após repressão a protestos no Iraque, diz ONU

Notícias: Política

publicidade

publicidade

© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar