publicidade

Brasil

Operação apreende sistema de mídia do condomínio do presidente Jair Bolsonaro

por Isabela Rocha no dia 07 de November de 2019 às 19:40
Foto: Divulgação

A polícia vai analisar e tentar identificar todas as pessoas que chegaram à portaria do condomínio onde mora Ronnie Lessa, um dos acusados pela morte da vereadora Marielle Franco, além da família do presidente Jair Bolsonaro. 

A Polícia Civil do Rio de Janeiro e peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) realizaram na manhã desta quinta-feira (7) uma operação para apreender o sistema de mídia do condomínio. Marielle foi morta no dia 14 de março do ano passado, junto com seu motorista Anderson Gomes. 

De acordo com o G1, os peritos vão tentar ainda identificar as vozes dos porteiros que trabalharam naquele dia e analisar os áudios gravados pelo sistema de comunicação da portaria com as residências.

 

SAIBA MAIS:

SEM PERÍCIA! Gravações da portaria do condomínio de Bolsonaro foram ignoradas pelo MP-RJ

 

 

Notícias: Brasil

publicidade

publicidade

© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar