publicidade

Mundo

EUA acusam Irã de envolvimento em ataque na Arábia Saudita; Irã nega

por Isabela Rocha no dia 15 de September de 2019 às 11:57
Foto: Reprodução

O secretário de Estado americano, Mike Pompeo, acusou o Irã pelo ataque a duas instalações da principal companhia petrolífera da Arábia Saudita, dizendo que não há evidências de que eles partiram do Iêmen. O Irã nega acusações e acusou os Estados Unidos de buscarem um pretexto para retaliar o país. As informações são G1.

Os rebeldes iemenitas houthis, que são apoiados pelo Irã no conflito que acontece no Iêmen, disseram ter enviado dez drones para atacar as instalações, o que provocou incêndios de grandes proporções e derrubaram pela metade produção de petróleo e gás no país.

"No meio de convocações para reduzir a tensão, o Irã lançou um ataque sem precedentes contra o fornecimento de energia do mundo. Não há evidências de que os ataques tenham partido do Iêmen”, afirmou Pompeo no sábado no Twitter.

Depois das acusações feitas pelo americano, Teerã acusou os Estados Unidos de buscarem um pretexto para retaliar o Irã.

"Tais acusações e comentários infrutíferos e cegos são incompreensíveis e sem sentido. Tais comentários parecem mais conspirações de organizações secretas e de inteligência para prejudicar a reputação de um país e criar um quadro para ações futuras", afirmou o porta-voz do Ministério do Exterior iraniano, Abbas Mousavi, em comunicado.

A relação entre os Estados Unidos e o Irã se deteriorou em maio, após o presidente Donald Trump ter retirado os EUA do acordo nuclear assinado em 2015 pelos dois países, com participação ainda da Rússia, da China, do Reino Unido, da França e da Alemanha. Desde então, os americanos adotaram sanções que estão prejudicando a economia iraniana.

 

LEIA TAMBÉM:

Integrantes de torcida organizada do Vitória depredam Arena Fonte Nova após derrota

Notícias: Mundo

publicidade

publicidade

© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar