publicidade

Política

Bolsonaro tem melhora e segue com visitas restritas, diz hospital

por Isabela Rocha no dia 14 de September de 2019 às 13:20
Foto: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro (PSL), que se recupera há seis dias de uma cirurgia realizada no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, apresentou melhora nos movimentos intestinais neste sábado (14) e aceitou bem a dieta líquida que voltou a tomar na sexta-feira (13). As iinformações são do G1.

"O Hospital Vila Nova Star informa que o Senhor Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, continua apresentando melhora clínica progressiva. Permanece sem dor, afebril e com melhora dos movimentos intestinais. Aceitou muito bem a dieta líquida e segue com alimentação parenteral (endovenosa). Mantida fisioterapia respiratória e motora, deambulando pelo corredor. As visitas seguem restritas", diz o boletim.

Bolsonaro teve retirada a sonda nasográstica nesta sexta-feira (13), quando voltou a receber dieta líquida. Até então, ele vinha se alimentando apenas por dieta endovenosa.

Depois do boletim médico, o cirurgião Antônio Luiz Macedo, responsável pela cirurgia e recuperação do presidente, disse que ele permanece com uma aderência no abdome, que atrasa a recuperação após as cirurgias que ele fez. Questionado se o presidente tinha outros problemas de saúde, o médico disse que não.

De acordo com o cirurgião, as “aderências” que Bolsonaro possui no abdome “podem ser, mal comparadas, a uma cicatrização exagerada”, provocada pela facada que ele sofreu em 2018, quando “se espalhou uma mistura de sangue e pele dentro da barriga, gerando uma espécie de queloide interna. A aderência é um queloide que volta”.

Segundo o médico, a previsão é de que o trânsito intestinal de Bolsonaro melhore “nos próximos dias”, com o incremento da dieta pastosa, que pode começar a ser administrada a ele “talvez hoje (sábado) ao fim do dia”.

Veja o boletim médico

"O Hospital Vila Nova Star informa que o Senhor Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, continua apresentando melhora clínica progressiva. Permanece sem dor, afebril e com melhora dos movimentos intestinais. Aceitou muito bem a dieta líquida e segue com alimentação parenteral (endovenosa). Mantida fisioterapia respiratória e motora, deambulando pelo corredor. As visitas seguem restritas."

Notícias: Política

publicidade

publicidade

© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar