publicidade

Política

Rodrigo Maia avalia como "contundente", reação a novo imposto e prevê "dificuldade" para aprovação no Congresso

por Paulo Araújo no dia 11 de September de 2019 às 14:54
Foto: Gustavo Lima/Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, afirmou nesta quarta-feira (11), que a reação à intenção do governo de criar um novo imposto sobre pagamentos é "contundente" e que a medida terá "dificuldade" para passar pelo Congresso. A informação é do G1.

"Eu não sou daqueles que quer dizer o que o governo deve ou não mandar para a Câmara. É um direito dele mandar uma proposta e a Câmara e o Senado decidir. Agora, de fato as reações hoje para mim foram muito contundentes da dificuldade da CPMF na Câmara dos Deputados", disse Maia.

"Eu não acho, pelo o que vi na reação dos deputados, que superar a rejeição à CPMF seja uma coisa simples para o Brasil de hoje. Não sei daqui a 5 anos, mas para hoje, pelo o que eu vi do primeiro vice-presidente da Câmara, e de outros deputados, Marcos Pereira entre outros, eu acho muito difícil que a gente consiga avançar", acrescentou.

Nesta terça-feira (10), o governo federal apresentou a proposta de um novo imposto sobre operações bancárias e pagamentos. A ideia é tarifar saques e depósitos em dinheiro em 0,40% e pagamentos com débito ou crédito em 0,20% (taxa que pode aumentar) nas duas pontas. O novo imposto tem sido comparado à antiga CPMF (Contribuição Provisória Sobre Movimentação Financeira).



LEIA TAMBÉM:

Justiça nega habeas corpus para "Viúva da Mega-Sena"

Notícias: Política

publicidade

publicidade

© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar