publicidade

Mundo

Tribunal da Escócia declara ilegal a suspensão do Parlamento britânico

por Daniel Serrano no dia 11 de September de 2019 às 08:00
Foto: Pool / AFP

Nesta quarta-feira (11), o mais importante tribunal civil da Escócia declarou que a suspensão do Parlamento britânico é ilegal. O governo britânico anunciou que irá recorrer da decisão.

A polêmica de suspender a atividade dos parlamentares foi tomada pelo primeiro-ministro Boris Johnson para impedi-los de tentar barrar a saída do Reino Unido da União Europeia sem um acordo na data prevista atualmente, marcada para 31 de outubro.

Ao declarar a ilegalidade, a decisão desta quarta anula uma sentença anterior do mesmo tribunal, que tinha afirmado na última semana que o premiê não havia infringido a lei.

Entretanto, de acordo com a BBC, a decisão não afetará de imediato o fechamento da Casa, que teve seu último expediente na segunda-feira (9). As atividades do Parlamento ficam suspensas até 14 de outubro.

A suspensão das atividades desagradou os parlamentares e às vésperas de uma definição de um dos processos mais conturbados da história recente do Reino Unido, que é o Brexit.

 

 

LEIA TAMBÉM: Estados e Municípios: Tesouro Nacional abre consulta pública sobre securitização de dívidas

Notícias: Mundo

publicidade

publicidade

© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar