publicidade

Brasil

No início de setembro, cerrado tem mais focos de queimadas do que a Amazônia

por Daniel Serrano no dia 11 de September de 2019 às 07:00
Foto: Daniel Beltrá / Greenpeace

Nos primeiros dias de setembro, o cerrado registrou mais focos de queimadas do que a Amazônia, um fenômeno inverso do que foi detectado no mês de agosto e desde o início do ano.

Do dia 1º até a última segunda-feira (9), foram 7.304 focos no Cerrado e outras 6.200 na floresta amazônica. Ao longo do ano, a Amazônia acumula 53.023 focos contra 34.839 do Cerrado.

Nos últimos 30 dias (de 9 de agosto a 9 de setembro), foram registrados 30.245 focos na Amazônia e 17.438 no Cerrado, onde há uma tendência de crescimento no número de queimadas que só começou na última semana do mês.

Os números são do banco do Programa Queimadas, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e foram captados pelo satélite de referência Aqua.

Essa alta no número de queimadas no Cerrado não havia sido registrada no mesmo período de 2018.

Na última terça-feira (10), o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) havia publicado um alerta de "Grande perigo", apontando risco para mais de 20 cidades do estado do Mato Grosso, onde está parte do Cerrado. Exite a possibilidade da temperatura ficar pelo menos 5ºC acima da média nos próximos 5 dias.

 

LEIA TAMBÉMM: Anitta fica 'pistola' após descobrir que irmão a diagnosticou com estafa

Notícias: Brasil

publicidade

publicidade

© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar