publicidade

Brasil

DEU RUIM! Polícia de SP indicia Najila por extorsão, fraude processual e denúncia caluniosa

por Paulo Araújo no dia 10 de September de 2019 às 13:34
Foto: Reprodução / SBT via GloboNews

A modelo Najila Trindade Mendes de Souza, que acusou o jogador Neymar de agressão e estupro, foi indiciada pela Polícia Civil de São Paulo por fraude processual, denúncia caluniosa e extorsão. A informação é do G1. O ex-marido de Najila, Stivens Alves, foi indiciado por fraude processual e divulgação de conteúdo erótico.

O indiciamento ocorre após a conclusão das investigações sobre a denúncia contra o camisa 10 da seleção brasileira. 

"Com base no conjunto probatório reunido durante as investigações, a delegada decidiu pelo indiciamento de N. e Stivens Alves seu ex-companheiro, pelo crime de fraude processual (art. 347, parágrafo único, CP). Decidiu, ainda, por indiciar Alves pelo artigo 218-C, por divulgar material com conteúdo erótico de N. para um repórter, em troca de publicações suas na internet", disse a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo em nota.

"Após o esclarecimento da materialidade delitiva, procedida à realização das respectivas perícias e oitivas, a autoridade também decidiu pelo indiciamento de N. nos crimes de denunciação caluniosa e extorsão", acrescenta a nota.

 

Defesa de Najila diz "estranhar" indiciamento

O advogado da modelo, Cosme Araújo, disse que recebeu com estranhamento o indiciamento de Najila. Cosme ainda disse que fez um pedido de acareação entre Najila e Stevens, que não foi respondido pela delegada do caso. 

O defensor de Najila afirmou também que verificou que existia apenas uma manifestação do Ministério Público sobre o caso e que por não ter acesso aos autos que estavam apartados, não pode se manifestar sobre o indiciamento.

 

LEIA TAMBÉM:

PM apreende 247 trouxas de maconha em Mussurunga

 

Notícias: Brasil

publicidade

publicidade

© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar