publicidade

Saúde & Bem Estar

Problemas do sono atingem 45% da população mundial; no Brasil, número sobe para 63%

por Felipe Oliveira no dia 27 de August de 2019 às 16:00
Foto: Reprodução

Os problemas ligados ao sono constituem uma epidemia global que ameaça a saúde e a qualidade de vida de até 45% da população mundial, de acordo com a Sociedade Mundial do Sono.

Apesar da maioria dos distúrbios, como ronco e apneia (parada respiratória durante o sono), ser evitável ou tratável, menos de 33% dos pacientes procuram ajuda profissional, segundo o órgão. A nível nacional, o Instituto do Sono aponta que 63% dos brasileiros têm algum problema relacionado ao sono.

As pesquisas alertam que estes distúrbios prejudicam o bem-estar físico, cognitivo e emocional do indivíduo. Há variáveis também nas taxas de cortisol (do estresse) em quem dorme mal.

Em muitos destes distúrbios, como o ronco e a apneia do sono, podem ser tratados por medidas comportamentais, como posição para dormir, emagrecer ou não fazer uso de bebida alcoólica e do cigarro antes de dormir; por cirurgias, em casos com indicação médica; ou com dispositivo físico, como no caso do uso do aparelho intraoral, um dispositivo pequeno e inovador que promove a liberação das vias aéreas.

Leia também:

Transalvador altera credenciamento de veículos demoradores para Carnaval 2020

Notícias: Saúde & Bem Estar

publicidade

publicidade

© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar