publicidade

Mundo

Padre é preso acusado de desviar R$ 400 mil e gastar com homens de aplicativo gay

por Isabela Rocha no dia 22 de August de 2019 às 17:33
Foto: Divulgação

Joseph McLoone, de 56 anos, uma padre que comandava desde 2010 a paróquia em Downingtown, na Pensilvânia, nos EUA, foi preso acusado de desviar cerca de 100 mil dólares (R$ 400 mil) da paróquia onde ministrava para gastar com homens que conhecia no aplicativo gay Grindr.

Prisão aconteceu no estado da Filadélfia. Há cerca de um ano, as suspeitas do delito começaram a aparecer. A investigação descobriu que o reverendo Joseph abriu uma conta secreta à qual transferia valores destinados em doações à paróquia. A informação é da reportagem da "Philadelphia Magazine".

Com o dinheiro, o padre pagou jantares caros, viagens e até o aluguel de uma casa de veraneio em Ocean City (Nova Jersey, EUA). Além disso, por meio de pagamentos on-line, ele transferiu dinheiro aos homens que conheceu no Grindr. Um deles era um presidiário.

Apesar da farra promovida por McLoone, o dinheiro desviado era oriundo de doações pela celebração de casamentos, funerais e missas em homenagem à falecidos.

 

LEIA TAMBÉM:

Atendimento no posto de saúde de Bom Juá continua suspenso após vazamento de gás

Notícias: Mundo

publicidade

publicidade

© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar