publicidade

Economia

Previdência: redução da idade mínima para professores que estão perto da aposentadoria é aprovada

por Neison Cerqueira no dia 12 de July de 2019 às 17:45
Foto: Reprodução / Twitter

Destaque do PDT que beneficia os educadores é aprovado com 465 votos favoráveis. Depois de aprovar o texto-base da reforma da Previdência em primeiro turno, deputados voltaram a se reunir no plenário da Câmara dos Deputados nesta sexta-feira (12), em sessão que durou até a madrugada.

Com esse destaque aprovado, os professores se aposentarão com 55 anos e professoras com 52 anos. Apenas 25 parlamentares votaram contrários ao destaque.

 O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), marcou nova sessão para as 9h, que chegou a ser aberta, mas foi suspensa em seguida. Reaberta, 8 destaques devem ser analisados, no 4º dia de discussões. 

Confira os três destaques que foram aprovados até então:

1 - Homens e mulheres passaram a ter regras um pouco mais vantajosas, com o tempo de contribuição mínimo permanecendo em 15 anos, como é hoje.

2 - O benefício para as mulheres será de 60% da média salarial de contribuição, com dois pontos porcentuais para cada ano a mais de trabalho a partir dos 15 anos de contribuição. Para os homens, essa regra de dois pontos porcentuais a cada ano só valerá a partir dos 20 anos de contribuição.

3 - A idade mínima exigida para a aposentadoria de policiais federais, policiais civis do Distrito Federal e agentes penitenciários e socioeducativos federais será de 52 anos para mulheres e de 53 anos para homens mais o pedágio de 100% do tempo de contribuição que faltar para se aposentar.

Segundo o Estadão, entre os oito destaques que ainda precisam ser votados, estão a proposta de redução da idade mínima para aposentadoria de professores e um destaque do PDT, que propõe a diminuição de 100% para 50% do pedágio de uma das regras de transição, válida para os segurados do Regime Geral de Previdência Social (RGPS) e do regime próprio dos servidores públicos.

 

LEIA TAMBÉM:

QUE FOLGA! Prefeito afastado por atestado médico é visto em restaurante no Uruguai

Notícias: Economia

publicidade

publicidade

© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar