publicidade

Brasil

Maioria das 222 mortes por gripe em 2019 foi causada por H1N1

por Nangel Santana no dia 12 de June de 2019 às 09:30
Foto: reprodução

O vírus da gripe já matou 222 pessoas neste ano, de acordo com o balanço mais recente do Ministério da Saúde, com base nos dados contabilizados até 25 de maio. A maioria das mortes por influenza foi causada pelo H1N1, com 148 mortes, o que representa 66,6% do total de óbitos.

Segundo o órgão, o número de casos caiu em relação ao mesmo período do ano passado. Em 2018, foram 335 mortes por gripe até a semana epidemiológica. Dessas, 218 haviam sido causadas pelo H1N1, ou seja, 65%.

De acordo com a médica Nancy Bellei, consultora da Sociedade Brasileira de Infectologia, os surtos de gripe em Goiás e no Ceará impulsionaram os grandes números um ano atrás. Nos estados citados foram 338 no primeiro e 300 casos no outro.

A facilidade da população à contaminação, as condições climáticas do local e a rede de assistência médica disponível são fatores que ajudam a explicar a maior ou menor incidência nas diferentes regiões do país.

Apesar da redução em um ano, a especialista diz que ainda é cedo para comemorar. "Ainda vamos entrar no inverno. Não sabemos a eficácia das vacinas que são atualizadas todo ano por causa das mutações do influenza e as consequências do atraso na aderência vacinal por parte de grupos de risco", afirma ela. "Tudo pode gerar um impacto, especialmente nos estados mais populosos" conclui.

 

LEIA TAMBÉM: 

TODO ARTICULADO: homem usa chave mestra e furta dois malotes com dinheiro

Notícias: Brasil

publicidade

publicidade

© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar