publicidade

Esportes

Paulo Carneiro diz que áudio foi "estímulo" e exalta condição dos jogadores do Vitória

por Neison Cerqueira no dia 11 de June de 2019 às 09:50
Foto: Divulgação / ECV / Maurícia da Matta

Depois de criticar o condicionamento físico dos atletas, o presidente do Vitória, Paulo Carneiro, disse que o material foi gravado e enviado os jogadores como forma de "estímulo", em novo áudio enviado em um grupo de WhatsApp de apoiadores da gestão.

"Queria deixar claro que esse áudio que vazou ontem de forma inadvertida não deixa para nós nenhum tipo de preocupação e nem para os nossos atletas. Os indicadores físicos nossos são excepcionais. Já estamos no nível dos nossos adversários ou até melhor", disse o dirigente.

E continuou: "Foi um estímulo que eu estava dando aos meus jogadores para criar um ajuste ainda mais fino na forma atlética deles, que já está muito boa. Não existe clube no Brasil e no mundo que tenha taxas de gordura ajustadas milimetricamente. São seres humanos e essas taxas são variáveis de acordo com a massa magra e massa gorda. São vários indicadores que auxiliam na avaliação física dos nossos atletas, que nunca esteve em nível tão alto", acrescentou.

Na avaliação do presidente, o áudio enviado aos atletas foi vazado no objetivo de tumultuar o ambiente do clube. "Pequenas diferenças em taxa de gordura não significam falta de forma física. Essas figuras que gostam de tentar tumultuar o clube, já não é de hoje, em canal de televisão e emissoras de rádio que vivem de fomentar crise para ganhar audiência, vão bater na porta errada do Vitória", declarou.

 

LEIA TAMBÉM:

CNPM abre sindicância para apurar suposta troca de mensagens entre procuradores e Moro

Notícias: Esportes

publicidade

publicidade

© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar