publicidade

Polícia

Assassino de Augusto Omolú é condenado a 7 anos em regime semiaberto

por Redação Radar da Bahia no dia 23 de May de 2019 às 17:20
Foto: Eduardo Oliveira/TV Bahia

Na tarde desta quinta-feira (23), Cleverson Santos Teixeira foi condenado pelo assassinato do bailarino e coreógrafo Augusto José da Purificação Conceição, o Augusto Omolú, ocorrido em junho de 2013. O julgamento aconteceu , em Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador. O júri considerou o réu culpado tanto do homicídio como do furto do celular da vítima. Na época da prisão, ele admitiu o crime e alegou legítima defesa. Atualmente, está foragido. 

A juíza Jeine Vieira Guimarães fixou a pena em 7 anos de reclusão, que deve começar a ser cumprida em regime semiaberto, ou seja, Cleverson poderá deixar a prisão para estudar ou trabalhar, mas terá de retornar todos os dias para a unidade prisional. Ele não participou do julgamento, porque não foi localizado para receber a intimação. 

A pena-base inicial da sentença pela morte de Augusto Omolú era de 8 anos, mas foi atenuada pelo fato de o réu ter menos de 21 anos na época do crime, - ele tinha 20 – e por ter confessado o homicídio. Cada atenuante reduziu a pena em seis meses, como manda o Código Penal.

Leia também:

RESTA UM: Tite tem time titular quase definido para a Copa América

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Notícias: Polícia

publicidade

publicidade

© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar