publicidade

Bahia

Prefeitura de Feira de Santana é investigada pelo MP por superfaturamento em recuperação de monumento

por Mateus Carmo no dia 25 de April de 2019 às 19:34
Foto: Divulgação/ Prefeitura de Feira de Santana

O Ministério Público da Bahia (MP-BA) está investigando um suposto superfaturamento em uma obra de recuperação do Monumento ao Caminhoneiro, na Praça Jackson do Amaury, no município de Feira de Santana, Bahia.

Segundo o órgão estadual, os alvos do inquérito civil são a Construtora Magalhães e Silva e a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano. O projeto foi orçado em R$ 48.777,12.

De acordo com o MP-BA, os serviços contemplam pintura, recuperação do piso, recuperação do meio-fio, recuperação dos bancos com estrutura inox e assento em madeira – inclusive com pintura em verniz - recuperação das lixeiras (contemplando a pintura) e da rampa.

Além disso, foi autorizado pelo prefeito Colbert Martins Filho a recuperação dos canteiros, incluindo a pintura, recuperação das estruturas, a exemplo dos pórticos existentes, recuperação dos trincamentos da parede, pintura com tinta esmalte nas esquadrias de ferro e recuperação das instalações elétricas.   

O Monumento ao Caminhoneiro é de autoria do artista plástico Gil Mário. Inaugurada em 15 de setembro de 2007, pelo então prefeito José Ronaldo de Carvalho e está entre os maiores monumentos públicos do Norte/Nordeste.

A obra é o principal cartão postal de Feira de Santana, e homenageia os milhares de caminhoneiros que transportam o progresso e a economia pelas rodovias baianas.

 

LEIA TAMBÉM:

"Me assustei", diz criminoso que atirou no rosto de vítima no Canela; assista ao vídeo

Notícias: Bahia

publicidade

publicidade

© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar