publicidade

Política

Após massacre, Flávio Bolsonaro propõe instalação de fábricas civis de armas de fogo e munições

por Neison Cerqueira no dia 14 de March de 2019 às 20:20
Foto: Divulgação

No mesmo dia em que dez pessoas - entre alunos, funcionários e criminosos - morreram, vítimas do massacre na escola Raul Brasil, em Suzano, na Grande São Paulo, o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), filho do presidente Jair, apresentou seu primeiro projeto no Congresso Nacional.

A proposta apresentada autoriza a instalação no país de fábricas civis de armas de fogo e munições. A informação é do jornal Folha de S. Paulo. O senador pondera que, apesar de trazer a expressão “fica proibida a instalação”, o texto de 1934 prossegue com critérios regulamentares e fiscalizadores para que empresas sejam instaladas.

Assinada por Getúlio Vargas em 1934, a legislação atual veta a instalação dessas fábricas não militares de munições de guerra e armas, embora faça a ressalva de que o governo pode conceder autorização especial.

LEIA TAMBÉM:

Após postagens de Bruna Marquezine, Marina Ruy Barbosa reage às comparações: "Chega"

Notícias: Política

publicidade

publicidade

© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar