publicidade

Política

Frota é “persona não grata” no governo Bolsonaro por querer investigações dos casos Queiroz e laranjal

por Neison Cerqueira no dia 14 de March de 2019 às 17:10
Foto: Reprodução / Twitter

Eleito deputado federal em São Paulo pelo PSL, mesmo partido do presidente Jair Bolsonaro, e com a missão de “lutar por um Brasil melhor”, conforme descreve seu perfil no Twitter, Alexandre Frota utilizou sua conta oficial nesta quinta-feira (14) para criticar o governo do correligionário.

Os imbróglios envolvendo o partido, como o "Caso Queiroz" e o "Laranjal do PSL", no qual o parlamentar já afirmou que iria “espremer as laranjas podres da sigla”, Frota revelou ser uma “persona não grata” no governo do presidente Bolsonaro por defender a prisão de Queiroz e pedir o afastamento do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

No Twitter, ele escreveu: “Hoje depois de 4 anos de dedicação recebi a informação que sou persona não grata no Gov.Bolsonaro por eu defender a prisão do Queiroz que confessou rachar os salários de funcionários e por ter pedido o afastamento do Senador p ele apenas se defender. @Biakicis @jairbolsonaro.”

Além do próprio presidente, Frota também marcou a deputada pelo Distrito Federal, Bia Kicis, também apoiadora do presidente.

 

 

LEIA TAMBÉM:

Justiça absolve quatro policiais acusados de participação na morte de Amarildo

Notícias: Política

publicidade

publicidade

© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar