publicidade

Polemizando

Direita, centro ou esquerda: pensamentos diferentes ou rivais?

por Neison Cerqueira no dia 25 de January de 2019 às 17:20
Foto: Reprodução / Época

O ano, com apenas 25 dias corridos, apesar de novo na teoria, na prática tem mostrado outra coisa. Falar de política é sempre complicado, afinal, avaliar o atual governo nesses 25 dias - ainda que venha colecionando vergonhas durante o período, iria entrar em uma seara um tanto anti ou partidária - fique a vontade para julgar - e não é o caso. 

Contudo, é válido neste momento e serve para reflexão.

Direita, Centro ou Esquerda: sua ideologia política não é única e nem pode ser vista como tal. As pessoas precisam e têm liberdade e direito de se posicionar diante de qualquer causa. Tenho me assustado com certos posicionamentos da maioria dos usuários nas Redes Sociais. Os comentários ofensivos, a agressão, o desejar o mal pelo simples fato de... você não fazer parte daquele grupo. 

Me retrato: falar de política não é complicado. Complicado é aceitar as coisas como estão aí: ministra determinando cores para meninos e meninas, filhinho de papai investigado e desrespeitando a Justiça, ex-assessor de filhinho que movimentou milhões (tendo uma dívida de R$ 40 mil com o presidente?), vice-presidente (um general, diga-se de passagem) assinando decreto que proíbe você (sim, você eleitor e cidadão) de saber o que acontece dentro do Palácio do Planalto e demais órgãos, além do presidente passando vergonha mundialmente. 

E o superministro Sérgio Moro, hein? Afirmou que o Banco Central resolveu fechar os olhos do Conselho de Controle de Atividades Financeiras - Coaf. A instituição quer passar a não monitorar mais parentes de políticos e subir o limite de R$ 10 mil para que as transferências bancárias sejam analisadas. Ou seja: lembra dos QUARENTA E OITO envelopes de R$ 2 mil depositados pelo ‘garoto’ Flavinho? Pois bem. 

Em tese, os questionamentos são os anos de PT, quem roubou mais ou menos. Mas, não era por amor a pátria e contra a corrupção? Sabe quando irão entender que o país e a política dele é mais importante do que essa picuinha desmedida resumida entre direita e esquerda? Quando se vê diante de uma situação sem saída!

Branco, preto, rico, pobre, da favela ou do bairro nobre. Tentam a todo custo jogar a imprensa contra os ‘cidadões’ (segundo Marcus Vinícius Rodrigues, que assumiu a presidência do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo ENEM - assista aqui). 

A situação do NOSSO PAÍS é crítica. A morte de Marielle Franco e de seu motorista Anderson Gomes em março do ano passado, além de causar revolta por ser um crime político, o caso se agravou. Como é que pode um parlamentar eleito pelo voto do POVO renunciar ao seu mandato por receber ameaças? Por ser opositor? Como se faz política então? Ser contra a ideologia da maioria é motivo para ser morto? 

Perceba o estágio avançado de INTOLERÂNCIA em que vivemos - em todos os setores da vida. Para completar, o PRESIDENTE DA REPÚBLICA, MAIOR CHEFE DE ESTADO, comemorou a renúncia de um deputado federal (“Grande dia” e “Vai com Deus”, escreveu a família que governa o país). O fato poderia ser classificado como grosseiro, mas não, é visto de forma natural, merecedor até de aplausos - por parte de seus eleitores. E cá pra nós, é assustador!

A mim, só resta lamentar: infelizmente o país está dividido e mais que isso, as pessoas não se permitem mais pensar nem um pouco, a ponto de PERCEBER que isso não se trata de comunismo, socialismo, capitalismo, direita, centro, esquerda: é questão de VIDA. Não é pecado ter preferências sejam elas quais forem. Pecado é você se prender a um lado apenas e querer expor como forma única de convivência, porque se não for da sua “laia”, A e B não prestam. Você, por não fazer parte daquele meio, é execrado. 

Elegeram esse presidente com a missão de UNIR o país, mas o efeito está sendo reverso. E se isso está longe de acontecer, que sejamos mais humanos.

 

LEIA TAMBÉM:

TRAGÉDIA BRUMADINHO: "A história se repete como tragédia em Mariana", diz Marina Silva

Notícias: Polemizando

publicidade

publicidade

© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar