publicidade

Esportes

Imbróglio envolvendo Bahia e Turner deve ter desfecho positivo; saiba mais

por Neison Cerqueira no dia 06 de December de 2018 às 17:00
Foto: Divulgação

O imbróglio envolvendo o Bahia e a Tuner/Esporte Interativo, pode acabar com um final feliz para a cúpula Tricolor. De acordo com o UOL Esporte, o pagamento de um contrato extra ao Palmeiras, além do acordo de transmissão do Campeonato Brasileiro na TV fechada a partir de 2019, foi "desvendado" a partir de uma operação que envolveu a contratação de um escritório de investigação em São Paulo, com a "varredura" em cartórios locais e a caça às atas das reuniões do COF (Conselho de Orientação e Fiscalização) alviverde.

Santos, Inter, Bahia, Ceará, Atlético-PR e Coritiba também assinaram contrato com a empresa americana, mas receberam apenas R$ 40 milhões, R$ 60 milhões a menos que o Palmeiras, atual campeão brasileiro. A partir da iniciativa do Bahia, os clubes pleiteiaram o repasse restante para a honrar o que foi discutido inicialmente, segundo eles, para a assinatura do acordo.

Conforme apurado pelo UOL, foram reunidos documentos do conselho palmeirense que compreendem o período de 2016 a 2018 e revelam os detalhes da divisão dos R$ 100 milhões desembolsados pela emissora. Caso venha a ser levada às suas últimas instâncias, o imbróglio pode resultar em um processo que superaria a cifra dos R$ 360 milhões nos tribunais.

Dos clubes citados, o Atlético-PR tem adotado um comportamento um pouco mais distante das conversas por meio do presidente de seu Conselho Deliberativo, Mario Celso Petraglia, desafeto declarado da concorrente Rede Globo. No entanto, o dirigente tem ensaiado uma reaproximação dentro do mercado estadual. Caso a situação não seja resolvida e tiver como desfecho a necessidade de pagamento do montante total, a transmissão de jogos do sexteto na Série A ficaria inviabilizada, uma vez que a Rede Globo não iria poder transmitir as partidas envolvendo os seis clubes.

O Esporte Interativo tem feito mea-culpa sobre a questão. Em reuniões recentes com os clubes, a emissora enfim assumiu o desgaste pelo benefício ao Palmeiras e acenou com uma compensação financeira para encerrar de uma vez por todas o imbróglio. A proposta será encaminhada às partes envolvidas até o próximo dia 15. A entrada nos cofres desse dinheiro é tida como fato consumado pelos times. “A Turner cumpre integralmente os seus contratos e não tem nenhum receio de rompimento, estamos tranquilos quanto a isso e não precisamos fazer mea-culpa por qualquer razão. Faremos um Brasileirão como o torcedor nunca viu", disse a emissora

 

LEIA TAMBÉM:

Comerciante é morto a tiros na frente do neto em Feira de Santana

Notícias: Esportes

publicidade

publicidade

© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar