publicidade

Política

Defesa de Haddad pede habeas corpus para trancar processo em que é acusado de lavagem de dinheiro

por Bernardo Rego no dia 06 de December de 2018 às 16:15
Foto: ANDRE PENNER

Os advogados de defesa do ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad solicitaram ao Tribunal de Justiça do Estado (TJ-SP), através de um habeas corpus, o trancamento da ação penal em que o petista é réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro (R$ 2,6 milhões) supostamente recebido da empreiteira UTC Engenharia, entre maio e junho de 2013.

A defesa alega inépcia e absoluta ausência de justa causa para a ação aberta em 19 de novembro pelo juiz Leonardo Valente Barreiros, da 5.ª Vara Criminal da Capital, que acolheu parcialmente denúncia da Promotoria.

De acordo como Ministério Público, o petista teria solicitado, entre abril e maio de 2013, por meio João Vaccari Neto, a quantia de R$ 3 milhões da empreiteira para supostamente quitar dívidas de campanha com a gráfica de Francisco Carlos de Souza, o "Chicão Gordo", ex-deputado estadual do PT.

Além de Haddad, são réus também o empresário Ricardo Pessoa, da UTC Engenharia, o ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, "Chicão Gordo", o doleiro Alberto Youssef e um executivo da empreiteira, Valmir Pinheiro.

 

LEIA TAMBÉM:

Interpol rejeita pedido de prisão contra o ex-presidente do Equador Rafael Correa

Notícias: Política

publicidade

publicidade

© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar