publicidade

Política

MBL entra com ação para suspender aumento salarial de ministros do STF

por Débora Oliveira no dia 08 de November de 2018 às 16:27
Foto: Reprodução

O Movimento Brasil Livre (MBL), após o aumento salarial de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), protocolada nesta quinta-feira (8), entrou com uma ação contra o Senado para suspender o aumento de 16% no salário, solicitando ainda a suspensão imediata dos efeitos da lei. 

O advogado e coordenador nacional do MBL, Rubinho Nunes, caracteriza o aumento como "absurdo, imoral e ilegal". 

"A Lei de Responsabilidade Fiscal é clara, objetiva e pragmática ao estabelecer a observância do prazo de 180 (cento e oitenta) dias antes do final do mandato para aprovação do ato que gere despesa com pessoal”, pontuou.

Nunes também solicita que o senador Eunício Oliveira (MDB-CE), que colocou em pauta a votação do aumento na última quarta-feira (7), seja intimado. 

LEIA MAIS

Coligação de Jair Bolsonaro pede verificação de urnas no 1° turno na Bahia

Notícias: Política

publicidade

publicidade

© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar