publicidade

Mundo

CHILE: carcereiros de prisões declaram motim e greve de fome

por Débora Oliveira no dia 08 de November de 2018 às 14:47
Foto: Reprodução

Os carcereiros no Chile declararam um motim generalizado nos presídios do país e uma greve de fome "em massa" na penitenciaria de Santiago.  A greve que já está no terceiro dia de paralisação conta com adesão, em nível nacional de 20 mil funcionários.

A Associação Nacional de Funcionários Penitenciários (Anfup) informou nesta quarta-feira (7) a intensificação do protesto, por meio de comunicado em site, para exigir melhorias trabalhistas.

No governo, o subsecretário de Justiça, Juan José Ossa, rotulou a mobilização de "ilegal" e disse que poderão ser aplicados descontos nos salários dos trabalhadores que aderirem à greve, informou o jornal La Tercera.

A greve começou no dia último dia 5 depois que, dirigentes dos sindicatos de carcereiros se reuniram com representantes do governo para tentar chegar a um acordo e evitar a paralisação, mas não foi possível.

Entre as principais reivindicações estão vários pontos para melhorar a carreira, como um bônus de incentivo à aposentadoria ou melhor distribuição da força de trabalho.

No final de junho, os carcereiros tinham anunciado a convocação de outra greve em nível nacional que finalmente não aconteceu, após um acordo na madrugada anterior ao início da paralisação entre os dirigentes sindicais e o ministro da Justiça, Hernán Larraín.

LEIA MAIS

Sindicalista é morto a tiros em Central

Notícias: Mundo

publicidade

publicidade

© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar