publicidade

Brasil

"Hoje vou ficar solteira", disse Tatiane Spitzer no dia em que morreu

por Lucas Salles no dia 10 de agosto de 2018 às 08:28
Foto: Reprodução

Na noite em que morreu, a advogada Tatiane Spitzer conversou com duas amigas antes de ser brutalmente agredida pelo marido, o professor Luís Felipe Manvailer, e ser (supostamente) arremessada do quarto andar do prédio em que morava com com ele.

Conforme relatos das amigas de Tatiane, ela disse a seguinte frase no dia em que morreu: “Vou ficar solteira hoje”. Ali, a afirmação deixava claro que a advogada estava definitivamente farta do terror que sua vida tinha se transformado ao lado de Manvailer. A vítima queria o divórcio desde março, no entando, ele não aceitava.

O casal vivia em Guarapuava, no Paraná. A 2ª Vara Criminal de Guarapuava aceitou a denúncia do MP do estado e agora o professor é réu por cárcere privado, fraude processual e homicídio qualificado por asfixia, impossibilidade de defesa da vítima, motivo fútil e feminicídio. Caso seja condenado, Luís Felipe pode receber uma pena de 14 anos e três meses a 37 anos de prisão.

LEIA TAMBÉM:

OPERAÇÃO ADSUMOS: Justiça decreta 2ª prisão preventiva de ex-prefeito de Santo Amaro

Notícias: Brasil

publicidade

publicidade

© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar