publicidade

Bahia

OPERAÇÃO ADSUMOS: Justiça decreta 2ª prisão preventiva de ex-prefeito de Santo Amaro

por Isabela Rocha no dia 10 de agosto de 2018 às 07:16
Foto: Reprodução

De acordo com informações divulgadas nesta quinta-feira (9) pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), a Justiça determinou a prisão preventiva do ex-prefeito da cidade de Santo Amaro, no recôncavo da Bahia, Ricardo Machado (PT), pela segunda vez em três meses. A decisão é um desdobramento da Operação Adsumus, que investiga o desvio de mais de R$ 20 milhões dos cofres públicos.  As informações são do G1.

A prisão do ex-prefeito foi decretada na última quarta (8), junto com a de dois empresários que também são suspeitos de participar do esquema. O ex-prefeito está preso desde maio deste ano, no Complexo da Mata Escura, em Salvador. Ricardo Machado teve mandado cumprido dentro da unidade.

Segundo o TJ, o empresário Manoel Andrade, que também está no Complexo da Mata Escura, teve mandado cumprido na unidade. Já o empresário Jonas Lopes foi preso na manhã desta quinta-feira e foi levado para o complexo penal.

Antes da prisão em maio, o ex-prefeito Ricardo Machado já havia sido preso temporariamente, em dezembro do ano passado, mas foi solto sete dias depois, após habeas corpus.

Ricardo Machado foi um dos alvos da Operação Adsumus, deflagrada pela Polícia Federal e pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA) no ano passado. Ele é suspeito de fazer parte de um esquema que desviou mais de R$ 20 milhões, entre os anos de 2013 e 2016, quando era gestor da prefeitura.

A ação da PF teve como objetivo reprimir delitos contra a administração pública, lavagem de dinheiro, licitações e contratos fraudulentos tanto na prefeitura de Santo Amaro, quanto na de Muritiba, também no recôncavo.

 

LEIA TAMBÉM:

Temer sanciona lei que institui tabela de fretes, mas veta anistia a multas por greve

Notícias: Bahia

publicidade

publicidade

© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar