publicidade

Saúde & Bem Estar

COMBATE AO COLESTEROL! No dia nacional, confira tipos, tratamentos e causas

por Lucas Salles no dia 08 de August de 2018 às 09:30
Foto: Reprodução

Nesta quarta-feira (8), é comemorado o Dia Nacional de Combate ao Colesterol. Essa data foi estabelecida como forma uma de conscientização e prevenção de doenças cardiovasculares. Por esse motivo, a equipe do Radar da Bahia separou algumas questões acerca dessa substância. Especialmente quando quatro em dez brasileiros adultos têm nível de colesterol alto; confira:

O que é? 

Uma substância gordurosa, encontrada naturalmente no nosso organismo, sendo que a maior parte deste colesterol nós produzimos e uma porção menor vem da alimentação.

O colesterol é uma substância que desempenha várias  funções essenciais à boa saúde. Componente estrutural das membranas celulares, ele é precursor da Vitamina D, importante para o bom funcionamento cerebral e cognitivo, além de atuaa na produção dos ácidos e sais biliare.

Ele é necessário para a produção de hormônios, que são testosterona, estrógeno e cortisol, ou seja, essa substância  é fundamental para a nossa sobrevivência.

Tipos 

O colesterol é transportado no organismo por partículas chamadas lipoproteínas.

LDL colesterol: Lipoproteinas de Baixa Densidade (LDL-c) – responsáveis pelo transporte de colesterol, produzido pelo fígado, para as células, onde serão utilizadas.

Se existir excesso de LDL-c na circulação, sem aproveitamento pelas células, aumenta o risco de aterosclerose (entupimento das artérias pela gordura). Sem aproveitamento pelas células o LDL-c fica suscetível a glicação e oxidação e isso é prejudicial ao organismo.

Glicação e oxidação ocorrem não por ingestão de colesterol pela dieta, mas sim por hiperglicemia sanguínea e formação excessiva de radicais livres, e estes sim podem ser em decorrência da dieta inadequada. Portanto LDL-c oxidada é que é o problema.

Por isso o LDL-c é chamada de "mau" colesterol.

HDL colesterol: Lipoproteinas de Alta Densidade (HDL-c) – responsáveis por retirarem o excesso de colesterol da circulação, levando de volta para o fígado. Por tal eficiência ele é considerado como "bom" colesterol.

A função do HDL-c é carregar o colesterol de outras partes do corpo de volta para o fígado. O fígado, então, vai remover essa gordura do organismo. O fígado pode excretar ou reutilizar estas HDL-c.

Colesterol Total: é a análise total do colesterol no corpo, sem considerar as frações.

Fatores de risco

A maioria das possíveis causas para se desenvolver colesterol alto são atitudes que podemos controlar. Existem apenas alguns fatores de risco para o colesterol elevado que estão fora do nosso alcance.

Uma dieta rica em gordura saturada, gordura trans e açúcar pode elevar o LDL "mau" e os níveis de triglicerídeos, aumentando o risco geral de colesterol alto.

Uma dieta rica em gorduras insaturadas e pobres em gorduras saturadas está indicada para todas as pessoas, independente do valor do seu colesterol. Porém se você tem dislipidemia, seguir esta dieta é ainda mais importante.

No entanto, nem sempre a dieta sozinha resolve o problema do colesterol alto, isto porque o aumento do colesterol LDL está relacionado a fatores genéticos e alimentares. 70% do nosso colesterol é de origem endógena (produzido pelo fígado) e apenas 30% vem da alimentação. Logo, se os valores do LDL forem muito elevados, somente a dieta não será suficiente para normalizar os valores do colesterol ruim.

Se cuide 

Mudanças no estilo de vida são essenciais para melhorar seu nível de colesterol. Perder o excesso de peso, comer alimentos saudáveis, aumentar sua atividade física e parar de fumar são fatores de irão ajudar você a conviver com o colesterol. 

O que você come tem um impacto direto no seu nível de colesterol, portanto, busque alimentos saudáveis.

Escolha gorduras saudáveis: A gordura saturada e a gordura trans aumentam o colesterol total e o colesterol LDL. As fontes mais comuns de gordura saturada na dieta são carne vermelha, carnes processadas e produtos lácteos que não são isentos de gordura. Gordura monoinsaturada - encontrada em óleos de oliva e canola - é uma opção mais saudável. Abacates, amêndoas, nozes e nozes são outras fontes de gordura saudável

Evite gorduras trans: As gorduras trans, que são freqüentemente encontradas em margarinas e biscoitos, bolachas e salgadinhos comercialmente assados, são particularmente ruins para os níveis de colesterol. Não só as gorduras trans aumentam o colesterol LDL ("ruim") total, mas também diminuem o colesterol HDL ("bom"); 

Exercite-se regularmente

O exercício regular pode ajudar a melhorar seus níveis de colesterol. Com o seu médico, trabalhe até 30 a 60 minutos de exercício por dia. Dê uma rápida caminhada diária. Ande na sua bicicleta. Nadar. Para manter sua motivação, mantenha-a divertida. Encontre um companheiro de exercício ou participe de um grupo de exercícios.

Não fume

Se você fuma, pare. O tabagismo aumenta o risco de doença cardíaca, pois danifica os vasos sanguíneos e acelera o acúmulo de placas nas artérias.

LEIA TAMBÉM: 

PRF flagra caminhão transportando mais de 20 pessoas na carroceria; bebês estavam sem proteção

 

 

 

Notícias: Saúde & Bem Estar

publicidade

publicidade

© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar