publicidade

Cidade

No Twitter, ACM Neto critica greve dos professores e classifica a paralisação como "política e infundada"

por Neison Cerqueira no dia 12 de July de 2018 às 17:48
Foto: Reprodução

O prefeito de Salvador ACM Neto (DEM) utilizou o Twitter para criticar a mobilização de greve dos professores da rede municipal de ensino. Na reunião que aconteceu na noite desta quarta-feira (11), os professores não aceitaram o reajuste de 2,5% e afirmam que há três anos não tem aumento no salário e no auxílio alimentação. 

No Twitter, ACM Neto classificou a atuação da categoria como política. "Eu pergunto: por que não existe greve na rede estadual se, diferente de nós, o governo não concede reajuste há anos? A resposta é simples. O sindicato que lidera essa paralisação política e infundada é comandado pelo PT, PCdoB e PSOL, meus amigos", escreveu. 

Em outra postagem, o demista reafirmou que foi oferecido um reajuste aos servidores, que não aceitaram a proposta. "Sem contar que depois de já ter concedido 2,5% de reajuste para os servidores da educação no ano passado, oferecemos, com o anúncio do movimento, um novo aumento de 2,5%", afirmou.

Após essa publicação, seguidores criticaram o reajuste oferecido pelo prefeito. "você não tem vergonha de dizer que ofereceu 2,5% de aumento para professores???", respondeu. "belo aumento...palhaçada com o trabalhador vc vê aq", disse outro.

O valor do reajuste foi confirmado pelo secretário Municipal da Educação, Bruno Barral. Segundo ele, em setembro de 2017, a pasta teria oferecido 2,5% de aumento e agora, diante do movimento paredista, mais 2,5%. Os professores seguem em greve. Uma nova reunião deve acontecer ainda nesta quinta-feira (12). 

 

SAIBA MAIS: 

APLB não aceita proposta de 2,5% da prefeitura e greve dos professores permanece; nova reunião acontece nesta quinta (12)

CONFIRMADO: professores da rede municipal decidem manter a greve

Notícias: Cidade

publicidade

publicidade

© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar