publicidade

Cidade

Prefeitura de Salvador tem alto custo para recuperar academias públicas

por Bernardo Rego no dia 12 de julho de 2018 às 15:23
Foto: Divulgação/ Prefeitura de Salvador

A Companhia de Desenvolvimento Urbano de Salvador (Desal), gastou R$ 32 mil com o conserto de academias ao ar livre e a reposição de aparelhos danificados. Foram 11 academias completamente recolhidas com equipamentos quebrados e outras tantas foram interditadas por falta de condições de uso, enquanto os equipamentos são substituídos.

O valor destinado ao reparo de danos causados por atos de vandalismo nos equipamentos seria suficiente para criar mais quatro academias.

“A Desal tem um gasto alto com o conserto de academias ao ar livre e reposição de aparelhos. Os equipamentos quebrados precisam ser removidos para evitar lesões e transtornos para quem usa os aparelhos para se exercitar da forma correta”, destaca Marcílio Bastos, titular do órgão.

As academias ao ar livre estão instaladas em bairros como São Caetano, Ribeira, Pituba, Valéria, Itapuã, Cabula, Nazaré, Águas Claras, Cajazeiras, Pernambués, Canabrava e mais 35 bairros.

LEIA MAIS:

CAIU FORA! Magno Malta recusa convite para ser vice de Bolsonaro

Notícias: Cidade

publicidade

publicidade

© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar