publicidade

Política

Temer pode vetar anistia a multas a caminhoneiros, afirma Marun

por Isabela Rocha no dia 12 de julho de 2018 às 06:53
Foto: Reprodução

O ministro-chefe da Secretaria de Governo, Carlos Marun, disse, em entrevista, que apesar da pressão dos caminhoneiros que paralisaram o país, "é possível sim que se estabeleça um veto" em relação à medida provisória aprovada no Congresso. A MP aprovada nesta quarta-feira (11), trata do preço mínimo para os fretes rodoviários e anistia caminhoneiros e empresas de transporte.

O ministro justificou a possibilidade de veto dizendo que "existem diversos processos tramitando na Polícia Federal que nos trazem ainda maior convicção de que foi praticado sim, o locaute, durante aquele movimento". Marun declarou ainda que o governo vai verificar o texto final e avaliar tudo "com cuidado".

Segundo a Agência Brasil, 349 multas foram aplicadas pela Polícia Rodoviária Federal por obstrução de via, que juntas somam R$ 1,77 milhão em infrações. E também o governo obteve liminar para aplicar aos donos das transportadoras multa de R$ 100 mil por hora de bloqueio.

Sobre a crítica da Confederação Nacional da Indústria (CNI), que classificou de "retrocesso para a economia" a aprovação da tabela para fretes, o ministro respondeu dizendo que "não vemos necessidade de agradar a todos, precisamos fazer o necessário para o Brasil".

Antes de seguir para sanção presidencial, a proposta precisa ser analisada pelos senadores. Os partidos articulam para que a votação no Senado ocorra ainda nesta semana, antes do recesso parlamentar.

 

LEIA TAMBÉM:

Pedidos de entrevistas e sabatinas são negados a Lula por juíza de Curitiba

Notícias: Política

publicidade

publicidade

© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar