publicidade

Esportes

Médico da Seleção Russa admite que jogadores inalaram amônia, mas nega doping

por Débora Oliveira no dia 10 de julho de 2018 às 16:17
Foto: Reprodução

Eduard Bezuglov, médico da seleção russa, confirmou nesta segunda-feira (9) que jogadores da equipe inalaram amônia para melhoria no desempenho nas partidas da Copa do Mundo. 

Segundo a imprensa local, ele negou, que a prática seja caracterizada como doping. “É um simples amoníaco com o qual as pessoas molham o algodão e depois inalam. Vários atletas fazem isso para ganhar ânimo, melhora o fluxo sanguíneo e a capacidade pulmonar.Isso é usado há décadas”, disse.

A substância não consta na lista de proibição determinada pela Agência Mundial Antidoping. O médico ainda destacou que a inalação também é comum entre pessoas que não são atletas.

“Não é usado somente no esporte, mas na vida cotidiana das pessoas quando alguém perde a consciência ou se sente fraco”, finalizou.

LEIA MAIS

Traficantes cobram "pedágio" para candidatos fazerem campanha política

Notícias: Esportes

publicidade

publicidade

© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar