publicidade

Política

PF confirma que Geddel Vieira Lima esteve em local de entrega de propina apontado por delator

por Débora Oliveira no dia 13 de junho de 2018 às 14:09
Foto: Reprodução

O ex-ministro Geddel Vieira Lima (MDB) esteve no mesmo local em que o operador de propina do MDB, Lúcio Funaro, disse ter entregue propina, segundo o G1.

A confirmação foi feita porque o celular do ex-ministro foi rastreado por antena de telefonia móvel no local, nas datas e nos horários em que Funaro dizia estar levando malas de dinheiro para Geddel.

De acordo com a PF, Geddel estava nas proximidades do aeroporto de Salvador onde, segundo Funaro, havia um hangar usado pelo ministro para receber o dinheiro. O rastreamento foi um dos motivos que levaram a a PF a indiciar ex-ministro por corrupção na Operação Cui Bono, que investiga fraudes na liberação de empréstimos da Caixa Econômica Federal.

Os investigadores descobriram a localização de Geddel porque ele usou o celular para fazer ligações, boa parte delas para o deputado cassado Eduardo Cunha (MDB-RJ), que usava Funaro como operador de propinas, segundo as investigações.

A PF consegue rastrear a localização de um investigado quando ele usa o celular porque o aparelho “se comunica” com a torre de telefonia móvel de cada região.

A revelação está no relatório da Operação Cui Bono remetido na semana passada à Justiça Federal em Brasília ao qual a TV Globo teve acesso.

LEIA MAIS

Em carta Lula diz que PEC do teto inviabilizará gestão das cidades

Notícias: Política

publicidade

publicidade

© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar