publicidade

Entretenimento

Apresentador da Record terá que cumprir pena por chamar Heraldo de "negro de alma branca"

por Mateus Carmo no dia 11 de junho de 2018 às 16:55
Foto: Divulgação

O apresentador da Record, Paulo Henrique Amorim vai ter que cumprir uma pena por injuria racial, por dizer que o jornalista Heraldo Pereira, da Rede Globo, é “negro de alma branca”.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, decretou no dia 5 de junho, a decisão que condenou o apresentador e blogueiro a um ano e oito meses de prisão. No entanto, a pena foi convertida em restrição de direitos. Em agosto do ano passado, a 1ª Turma do STF, por unanimidade, manteve a condenação de Paulo Henrique Amorim a pena de 1 ano e 8 meses em regime aberto, mais multa, por prática de injúria racial contra o jornalista da TV Globo.

Barroso entendeu que as instâncias inferiores observaram profundamente a questão e que não se pode rediscutir a pauta sem revolver os fatos para que se chegue à conclusão diversa da encontrada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ). "De se salientar que não se trata de manter a decisão, com exame da questão de fundo a, mas da impossibilidade de proceder à revisão nesta via recursal", afirmou o ministro. Após chamar o jornalista de “negro de alma branca”, em 2009, Paulo Henrique Amorim publicou em seu blog Conversa Afiada que Heraldo “não conseguiu revelar nenhum atributo para fazer tanto sucesso, além de ser negro e de origem humilde”.

 

 

Notícias: Entretenimento
© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar