publicidade

Esportes

Em depoimento no Senado, ex-técnico da seleção brasileira de ginástica nega acusações

por Neison Cerqueira no dia 16 de maio de 2018 às 19:09
Foto: Reprodução
Terminou agora há pouco em Brasília, o depoimento do ex-técnico da Seleção Brasileira de ginástica, Fernando de Carvalho Lopes. Lopes prestou depoimento no Senado, na CPI dos Maus Tratos. Ele é acusado de abusar de atletas. Durante o depoimento, o ex-treinador negou as acusações. “Nunca fui um técnico manso. Sempre fui extremamente rígido e por isso criei muitos inimigos. Cortei bolsas de atletas, demiti pessoas que não seguiam a minha linha de trabalho. Acredito que isso possa ser uma vingança”, afirmou.

De acordo com as denúncias, Fernando foi acusado por cerca de 40 ginastas e ex-ginastas, que afirmaram terem sido vítimas de abusos sexuais praticados por ele entre 1999 e 2016. Na época, ele era técnico do Mesc, em São Bernardo do Campo, em São Paulo.

A sessão da CPI foi fechada pelo presidente da comissão, o senador Magno Malta (PR-ES). Durante o depoimento, o parlamentar também pediu explicações sobre suspeitas de desvio de dinheiro do programa Bolsa Atleta. Essa foi a primeira vez que o ex-técnico da seleção brasileira de ginástica falou abertamente sobre as acusações.

No depoimento, Fernando de Carvalho Lopes admitiu que houve cortes para custear materiais de treinamento, mas que não tinha acesso ao dinheiro. Na oportunidade, o senador solicitou a quebra do sigilo telemático (e-mail), telefônico e fiscal do ex-técnico. “Não tenho nada a esconder. Se for possível essa averiguação, pode ser feita”, disse Fernando.


LEIA TAMBÉM: 

Dupla suspeita de assaltos a veículos e taxistas é presa pela polícia

Notícias: Esportes
© Copyright 2016 - Radar da Bahia - Grupo Radar