publicidade

Política

Fachin autoriza abertura de inquérito para investigar repasses milionários a políticos do MDB

por Neison Cerqueira no dia 16 de maio de 2018 às 16:50
Foto: Reprodução

O Supremo Tribunal Federal (STF), por decisão do ministro Edson Fachin, determinou nesta quarta-feira (16), a abertura de um inquérito que vai investigar políticos do MDB, suspeitos de serem beneficiados com repasses de R$ 40 milhões da J&F, durante a campanha eleitoral de 2014.

A ação aceita no STF é um pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR), encaminhado a Corte em abril deste ano. Segundo a procuradora-geral, Raquel Dodge, as suspeitas são baseadas nas delações premiadas de Sérgio Machado, ex-senador pelo MDB e ex-presidente da Transpetro, e de Ricardo Saud, ex-executivo da J&F.

Os políticos que teria sido beneficiados são: os senadores Renan Calheiros (AL), Jader Barbalho (PA), Romero Jucá (RR), Eunício Oliveira (CE), Vital do Rêgo (PB; hoje ministro do Tribunal de Contas da União), Eduardo Braga (AM), Edison Lobão (MA), Valdir Raupp (RO) e Roberto Requião (PR), "dentre outros".


LEIA TAMBÉM: 

Justiça nega liminar que defendia paralisação de obras do BRT

Notícias: Política
© Copyright 2016 - Radar da Bahia - Grupo Radar