publicidade

Cidade

E AGORA? Setps alega dificuldade econômica e pede que rodoviários não entrem em greve

por Isabela Rocha no dia 16 de maio de 2018 às 10:32
Foto: Reprodução
O diretor de Relações Sindicais do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Salvador (Setps), Jorge Castro, afirmou que é impossível conceder reajuste salarial de 6% e aumento de 10% no tíquete alimentação. Por meio de uma ação na Justiça, o Setps pede o reequilíbrio do sistema.

“Como eu posso pedir para o juiz para reequilibrar o sistema e ao mesmo tempo faço o reajuste? [O sistema] ficou totalmente desequilibrado. Estamos com dificuldade técnica e econômica muito forte. Esperamos que o Sindicato dos Rodoviários entenda isso. Não queremos que tenha greve”, disse.

Esse reajuste solicitado pelosrodoviários foi o motivo da paralisação na manhã desta quarta-feira (16). Eles atrasaram a saída de parte dos ônibus em Salvador e somente por volta das 8h, cerca de 900 ônibus da linha verde começaram a circular normalmente na cidade.

Os demais coletivos, das cores amarela (de Fazenda Grande do Retiro até São Tomé de Paripe) e azul (do Elevador Lacerda até Itapuã), não tiveram atrasos nas saídas das garagens.


SAIBA MAIS SOBRE O ASSUNTO:


ALÍVIO! Após quatro horas de atraso, rodoviários voltam a rodar ônibus da linha verde normalmente em Salvador

Notícias: Cidade

publicidade

publicidade

© Copyright 2018 - Radar da Bahia - Grupo Radar