publicidade

Política

MAIS UM! Apontado como operador de propina do MDB é solto por Gilmar Mendes

por Neison Cerqueira no dia 15 de maio de 2018 às 18:47
Foto: Reprodução
Depois de mandar soltar Paulo Vieira de Souza, apontado como operador do PSDB, no último dia 11 de maio, o ministro do Supremo Tribunal de Federal (STF), Gilmar Mendes, autorizou nesta terça-feira (15), a soltura de Milton Lyra, apontado como operador do MDB.

De acordo com o G1, na semana passada, STJ negou pedido de liberdade feito pela defesa de Lyra. Por maioria, a Sexta Turma da Corte decidiu manter na cadeia o suposto operador do MDB. "Defiro o pedido liminar para substituir os efeitos da ordem de prisão preventiva decretada pelo Juízo da 7ª Vara Federal Criminal da Seção Judiciária do Rio de Janeiro", diz o resumo do processo despachado por Gilmar Mendes.

Milton Lyra teve a prisão decretada pelo juiz Marcelo Bretas, da Justiça Federal do Rio de Janeiro, na Operação Rizoma, e se entregou à Polícia Federal em 12 de abril. Nesta operação é investigada possíveis prejuízos no Postalis, fundo de pensão dos funcionários nos Correios.

Lyra foi citado em delações premiadas e é suspeito de envolvimento no esquema que desviou recursos do fundo. Em entrevista à TV Globo, a defesa dele afirmou à TV Globo que as atividades do cliente são lícitas e que ele está à disposição para colaborar com a Justiça e com a investigação.


LEIA TAMBÉM: 

OPEN BAR? Dupla rouba cervejas e é presa em flagrante na San Martin

Notícias: Política
© Copyright 2016 - Radar da Bahia - Grupo Radar